Eu Quero
 
0
comentarios

A peça “Paulo Freire, o Andarilho da Utopia” abrirá o FestLuso 2019

Eu Quero

Dora Parentes vence concurso “Um rosto para Esperança Garcia”

Promovido pelo Conselho Estadual de Cultura, o certame reuniu trabalhos de 13 artistas plásticos piauienses.
Postado em 25 de julho de 2019 Seja o Primeiro a comentar
thumbnail_a12ff2d5-72d8-4a48-a8ee-6b8f2b114086

O concurso “Um rosto para Esperança Garcia” teve a missão de reunir artistas para retratar o rosto de Esperança Garcia, que foi escravizada e denunciou através de uma carta, os maus tratos sofridos no século XVIII. A artista plástica Dora Parentes ficou com o primeiro lugar. A premiação aconteceu nessa terça-feira (23), na sede do Conselho de Cultura, em Teresina.

“Ela era uma mulher negra, de 19 anos, alfabetizada e que se atreveu a escrever uma carta para o governador da Província, denunciando os maus tratos sofridos. Desde que conheci, me apaixonei pela história de Esperança Garcia. Ela é um símbolo de luta, de resistência, e precisa ser homenageada”, diz Fábio Novo, o secretário estadual de Cultura.

Durante a solenidade de entrega da premiação e de apresentação dos trabalhos inscritos, o secretário disse ainda que as telas vão percorrer o Piauí, em exposições temporárias, que devem passar por escolas, museus e casas de cultura do Piauí.

A entrega da premiação contou também com a presença da vice-governadora do Estado, Regina Sousa. Para o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Cineas Santos, o Piauí precisa se apropriar dos valores que tem. “Esperança Garcia é uma figura nossa, que ainda está na sombra. O Piauí precisa se apropriar dos seus valores. É assim que se constrói a identidade de um povo. A carga simbólica representada por Esperança Garcia precisa ser reconhecida”, afirma.

Além da artista plástica Dora Parentes, participaram do concurso os artistas: Dalva Santana, Jabuh, J Nildo, Rogério Albino, Josafá Lopes, Nonato Oliveira, Elda Ribeiro, Francisco Sanatiel, Jota A., Avelar Amorim, Jefferson Soares e Lídia Martins.