Eu Quero
 
0
comentarios

A peça “Paulo Freire, o Andarilho da Utopia” abrirá o FestLuso 2019

Notícias

Com novidades no cardápio, Fito Cozinha se mantém no Guia Michelin 2019

Cozinha brasileira de inspirações nordestinas permanece pelo segundo ano na categoria Bib Gourmand.
Postado em 7 de maio de 2019 Seja o Primeiro a comentar
Petiscos do novo cardápio. Foto: Reprodução
Petiscos do novo cardápio. Foto: Reprodução

Um dos guias de gastronomia e hotéis mais famosos do mundo, o francês Michelin, anunciou nesta segunda (6) sua edição 2019 no Brasil. Pelo segundo ano consecutivo, o Fito Cozinha mantêm-se nas indicações como Bib Gourmand.

O restaurante de cozinha brasileira é comandado pela chef nordestina Cafira Foz, há dois anos em São Paulo. Em Pinheiros, e com cardápio que conduz a uma viagem pelos sabores do Piauí, a casa virou um dos locais mais procurados para se viver uma experiência gastronômica de afetos.

A categoria Bib Gourmand do famoso guia elege estabelecimentos de “excelente relação qualidade/preço” e lista 32 opções. “Essa categoria é muito importante, porque ela olha para o cliente e para o que é possível”, diz Cafira. “Permanecer no guia me ressignifica como chef de cozinha, dentro da classe gastronômica, porque é uma premiação séria que me coloca ao lado de tantos profissionais incríveis”, avalia. “Isso me dá um respiro, uma motivação e a noção de que estamos indo no caminho certo”.

Para fazer a avaliação, os inspetores do guia visitam anonimamente as casas, avaliando receitas com base em cinco critérios. São eles: qualidade do ingrediente, personalidade da cozinha, técnicas de cozimento e harmonia de sabores, custo-benefício e regularidade.

O guia foi criado em 1900, na França e é um dos maiores cases de marketing de conteúdo do século. A edição brasileira é a primeira da América do Sul e, além da publicação e do site, a lista de casas premiadas pode ser consultada em um aplicativo para celulares.

Chef Cafira. Foto: ReproduçãoCafira e demais chefs na premiação do Guia Michelin, no Hotel Unique, em São Paulo. Foto: Reprodução